A Rede Record divulgou no início da tarde desta sexta-feira, dia 9 de novembro, uma comunicado desmentindo a notícia de que estaria com um rombo de mais de 200 milhões. Confira abaixo a íntegra do comunicado:

"O Grupo Record vem a público desmentir as insinuações e boatos sobre o programa de investimentos da emissora.

As ilações são falsas e atribuídas a fontes que jamais são identificadas.

O exercício, supostamente jornalístico, tenta relacionar a reestruturação da Record News e do R7 com o futuro da Record.

A sequência de publicações ignora que em 2012 a Record fez uma inédita e exclusiva cobertura dos Jogos Olímpicos de Londres, que marcou a história da televisão brasileira, e colocou em evidência os patrocinadores que acreditaram em nosso projeto. E ainda deixaram de informar que a Record deve fechar o ano com um crescimento de 15 % do faturamento publicitário, mais do que a média de todo o mercado.

Em respeito ao público e ao mercado publicitário, a empresa já definiu o seu cronograma em televisão aberta e gratuita para 2013:

· A nova programação vai trazer a maior produção de teledramaturgia já realizada pela Record, “José, de Escravo a Governador”. Também já foram definidas a produção de uma macrosérie baseada no espetáculo teatral “Dona Xepa” e a primeira novela do autor Carlos Lombardi na Record;

· Além disso, acabamos de adquirir o direito de produzir um dos maiores sucessos da televisão americana e europeia, o “Show Got Talent”;

· As produções completam o pacote de novidades lançado nos últimos meses com o “Programa da Tarde”, “Fazenda de Verão”, a nova edição paulista do “Balanço Geral”, “Câmera em Ação”, a novela “Balacobaco” e a inédita temporada de “Ídolos Kids”;

· A Record vai exibir, em dezembro, “Avatar” adquirido da Fox Filmes e uma das maiores bilheterias da história do cinema mundial;

· E ainda em cinema renovamos o contrato com a Universal Filmes. Um pacote que inclui entre vários sucessos “Velozes e Furiosos 5”, gravado no Rio de Janeiro, e a produção nacional “Vips”.

No caso da Record News, depois de cinco anos, a emissora redirecionou a sua programação para ser estritamente noticiosa. Um formato que deve consolidar o canal com o maior número de telespectadores no segmento. O R7, em apenas três anos, está entre os quatro maiores portais de notícias, entretenimento, vídeos e serviços da internet brasileira.

Para restabelecer a verdade, a Record reafirma seu desejo de investir em televisão aberta e gratuita no Brasil. Um projeto sólido que vai seguir oferecendo uma alternativa de qualidade para o telespectador e oportunidades para o mercado publicitário.

A Record segue trabalhando para conquistar a preferência dos brasileiros com uma programação recheada de jornalismo, shows, realities, novelas, filmes, séries e seriados. E não pode permitir que boatos prejudiquem o direito do telespectador e do mercado publicitário de optar pela nossa programação."