Na terça-feira, dia 11, a equipe do ‘Profissão Repórter’ mostra as curiosidades de algumas das viagens mais longas do Brasil. Durante seis dias, os repórteres Eliane Scardovelli e Daniel Paranayba acompanham os 1.700 km de uma viagem de barco de Manaus à Tabatinga, cidade localizada na fronteira entre o Peru e a Bolívia. Com restaurante e redes como cama, os jornalistas mostram três histórias de mudança, como a de Franciane dos Reis, que vai com o marido e a filha para a casa do pai no destino final da viagem.

Fernando David e Rafael Batista percorrem 900 km de trem de São Luís do Maranhão a Parauapebas, no Pará. A passagem no vagão executivo, com ar condicionado e restaurante, custa R$ 110. Na classe econômica, o preço cai pela metade e a comida vem de “quentinhas” vendidas pela janela. Os repórteres conversam com o casal Vânia e Daniel, que vivem de vender essas refeições para os passageiros.

Em cinco dias de viagem, a jornalista Valéria Almeida, atravessa dez estados e o Distrito Federal no ônibus que vai de Rio Branco, no Acre, a Mossoró, no Rio Grande do Norte. No primeiro trecho, a repórter encontra caminhoneiros que voltam com o transporte rodoviário para casa depois de deixar a carga no Acre. Em Goiânia, Valéria conversa com alguns homens que voltaram para o Nordeste depois de uma temporada de trabalho no centro-oeste.

O ‘Profissão Repórter’ vai ao ar logo após ‘Louco Por Elas’.