Curvas e retas, leveza e monumentalidade. O “Casa Brasileira” preparou uma edição especial dedicada a Oscar Niemeyer, um dos maiores arquitetos do século XX, que faria 105 anos no dia 15 de dezembro. Ele tem em sua extensa obra desde conjuntos arquitetônicos completos até residências que ajudaram a escrever a história do modernismo brasileiro. O episódio ainda conta com a participação de Wagner Moura, que lerá textos ao longo do programa.

Desde outubro deste ano, o diretor Alberto Renault e a designer e roteirista Baba Vacaro viajaram para o interior de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília para registrar residências do arquiteto, cerca de 15 lugares. A viagem começa nos anos 40 e termina em uma dos últimos projetos do arquiteto, uma residência em Ilhabela.

Em edifícios, palácios e casas projetadas por Niemeyer, a equipe do programa conversou com moradores, jornalistas, arquitetos e editores. Dentre as obras, estão algumas pouco conhecidas, como uma casa em Cataguases, no interior de Minas, toda mobiliada com móveis de Joaquim Tenreiro. No bairro da Lagoa, no Rio, uma residência projetada para uso próprio, que ficou conhecida do público no filme "Eu sei que vou te amar", de Arnaldo Jabor. O programa também visita o conjunto da Pampulha em Belo Horizonte, onde está a Casa do Baile e a mais importante casa brasileira, o Palácio da Alvorada, a casa da Presidência da República.

O programa, que terá uma hora de duração, vai ao ar neste domingo, dia 16, às 23h, no GNT.

Horários alternativos:

segunda-feira, às 15h
quinta-feira, às 20h
sexta-feira, às 10h, 12h30 e 19h00
sábado, às 17h30