O National Geographic Channel exibe no Super Domingo desta semana, dia 30 de dezembro, a série "Faces da Terra Santa", a partir das 22h. Irão ao ar quatro episódios seguidos:

Em "O Homem que conheceu Jesus" (22h), arqueólogos fazem uma descoberta na Galileia – uma caverna própria para enterros com os restos mortais de um homem cujos ossos foram enterrados usando uma técnica funerária única, popular durante o primeiro século depois de Cristo. Não somente este homem viveu em uma região fortemente associada ao ministério de Jesus, mas ele também pode ter vivido durante o período em que Jesus viveu. Neste episódio, nossa equipe de acadêmicos e arqueólogos faz uma jornada pela região, desde remotas vilas até uma das mais antigas sinagogas do Mar da Galileia, para reconstruir sua vida. Enquanto isso, nossos antropólogos forenses e artistas trabalham juntos para reconstruir o rosto deste homem de 2000 anos.


Arqueólogos reconstituem crânios na série "Faces da Terra Santa"
Divulgação/NatGeo

"Dalila" (22h50) exibe uma animadora descoberta arqueológica colocou um crânio feminino de 3000 anos de idade nas mãos de nossa equipe forense. O crânio data da Idade do Ferro, a época do homem mais forte da Bíblia, Sansão, e sua amante traiçoeira, Dalila. Nossa equipe de arqueólogos, acadêmicos e antropólogos forenses reúnem evidências para oferecer a artistas forenses a oportunidade única de reconstruir o rosto de uma mulher do povoado dos filisteus. Já em "A Criança Sacrificada" (23h40), arqueólogos fizeram uma descoberta chocante enquanto escavavam uma antiga vila em Israel – os restos mortais de uma pequena criança estavam guardados em um pote de barro. Seis milênios atrás, alguém cuidadosamente enterrou esta criança sob os alicerces da casa, mas por quê? Uma mãe em luto decidiu manter uma criança perdida muito cedo? Ou foi este inocente sacrificado para agradar os deuses? Neste episódio, nossos arqueólogos, acadêmicos e antropólogos forenses exploram a história dos sacrifícios enquanto reúnem informações para ajudar os artistas forenses na reconstrução do rosto desta misteriosa criança.

Por último em "O Guerreiro Ancestral" (0h30), durante uma época em que muitas sociedades estavam em transição da vida nômade para aldeamentos permanentes, um homem de longa vida teve um enterro especial em uma remota caverna do deserto. Perto dele, vários objetos pessoais cuidadosamente marcados com um vermelho cor de sangue, incluindo um arco quebrado, uma faca de pedra, uma bengala e um par de sandálias de couro. A presença das armas inspirou o apelido de “O Guerreiro”, mas os outros artefatos podem indicar um caçador. Seis mil anos mais tarde, nossos arqueólogos, antropólogos forenses e artistas tentam determinar como este homem viveu e qual era sua aparência em suas últimas horas.

Especial "Faces da Terra Santa", dia 30 de dezembro a partir das 22h, no NatGeo.