A Rede Record preparou dois telefilmes para sua programação de fim de ano. Serão exibidos "O Milagre dos Pássaros" e "A Tragédia da Rua das Flores", ambos baseados em obras literárias.

O telefilme "O Milagre dos Pássaros" é uma adaptação homônima do conto de Jorge Amado e tem no elenco Giselle Itié, José Dumont, Fernando Pavão. A direção é de Adolfo Rosenthal. O “Milagre dos Pássaros” é uma parceria da TV Record com a produtora Contém Conteúdo e encerra as comemorações do centenário do nascimento do escritor baiano. O telefilme está previsto para ir ao ar na quinta-feira, dia 20 de dezembro, à meia-noite.


Giselle Itié protagoniza "O Milagre dos Pássaros"
Divulgação/Record

Sabô (Giselle Itié) se casa com Lindolfo Ezequiel (José Dumont) em troca da vida de seu irmão, que foi jurado de morte pelo capitão. A morena é conhecida como a mulher mais desejada da região e seu marido tem a fama de matador. Certo dia, Ubaldo Capadócio (Fernando Pavão) chega na cidade de Cachoeira, na Bahia, e arrebata corações. O poeta é um homem bonito, tem nove filhos e é casado com três mulheres: Rosecler (Aline Nepomuceno), Romilda (Luciana Fernandes) e Valdelice (Cristiana Ferreira). Rosecler é a mais fogosa e gastadeira, Romilda abandonou o marido açougueiro por Ubaldo e Valdelice é a mais arretada. Em Cachoeira, Ubaldo vê Sabô e fica atraído por tanta beleza. A mulher do capitão se rende aos encantos do poeta, mas são flagrados por Lindolfo Ezequiel. Começa então a saga de Ubaldo para escapar da morte. É aí que acontece o milagre dos pássaros.


Arthur Aguiar e Daniela Galli estrelam "A Tragédia da Rua das Flores"
Divulgação/Record

Adaptação para os dias atuais do romance homônimo de Eça de Queirós, "A Tragédia da Rua das Flores" relata a história do incesto involuntário entre Jô Lisboa (Daniela Galli) e o seu filho Vítor (Arthur Aguiar). O filme, realizado especialmente para a tevê pela Academia de Filmes, tem roteiro de Marcelo Muller e direção de Del Rangel. A exibição será na próxima sexta-feira, dia 21 de dezembro, à meia noite.

Um amor intenso que resulta em trágicas consequências. Jô foge para a Europa logo após o nascimento de Vítor, abandonando o bebê e o marido, que não suporta a situação e se mata. Ao longo do tempo, ela se casa mais de uma vez e tem muitos amantes. Depois de quase 20 anos no exterior, Jô volta ao Brasil por questões econômicas. Logo seduz J. Dâmaso (Guilherme Lopes), um homem muito rico e solitário, sem herdeiros diretos. Certa de que está com o futuro garantido, ela se apaixona por Vítor, um jovem com 20 anos, que mantém uma forte amizade com a fotógrafa Ana (Gabriela Durlo), apaixonada por ele sem se declarar. Timóteo (Jonas Bloch), o tio de Vitor que o criou, é contra o romance e procura Jô. Nesse momento os dois descobrem que ela é mãe de Vitor.