Cerca de 70% da superfície do planeta é ocupada por mares e oceanos, cujos ecossistemas marinhos encontram-se em estado alarmante. Entre os motivos estão a poluição, causada na maioria das vezes pela sacolinha plástica e outros detritos jogados pelas pessoas, a pesca excessiva e o aumento da temperatura. Para Leandra Gonçalves, coordenadora do programa da Costa Atlântica, da SOS Mata Atlântica, a sociedade precisa mudar suas atitudes e contribuir para a conservação marinha. Ela ainda lembra que foi firmado um pacto internacional dos oceanos para criar reservas e proteger pelo menos 10 por cento dessas áreas até 2020.

Este é um dos temas abordados pelo Repórter Eco deste domingo (30/12), que faz um balanço com os principais assuntos relacionados ao meio ambiente de 2012. O programa da TV Cultura, que completou 20 anos no ar, é exibido às 17h30.

As frequentes mudanças climáticas que ocorrem no Planeta são outro assunto que esta edição levanta. Recente relatório divulgado pelas Nações Unidas alerta para a necessidade de os países estarem preparados para os desastres naturais, incluindo o Brasil.

A segunda Cúpula do Rio, a Rio+20, ganha análise de especialistas. Eles concluem que as discussões sobre economia verde e governança para um mundo sustentável, que foram discutidas no encontro, ficaram só no papel.

Notícia mais animadora vem dos catadores de papel. Eles se organizam em cooperativas e viram parceiros das prefeituras e empresas. Os dados de uma pesquisa revelam que os programas de coleta seletiva avançam pelo Brasil em grande velocidade. Só nos últimos dois anos, o crescimento foi de 73%.