No mês de dezembro, a Música Popular Brasileira completa seis anos sem o compositor Braguinha. Para homenageá-lo, o Viva exibe o “Som Brasil” especial dedicado ao músico, que tem mais de 400 canções gravadas. No programa, ele é lembrado através das apresentações de Emílio Santiago, Eduardo Dusek, Tatiana Parra e do grupo Sururu na Roda. O “Som Brasil Especial Braguinha” vai ao ar no dia 22 de dezembro, à 0h, e pode ser visto também em horário alternativo: domingo, às 18h15.

Nascido em 29 de março de 1907, Carlos Alberto Ferreira Braga é famoso por suas marchinhas de carnaval. O pseudônimo “João de Barro” foi adotado por ele mesmo, quando ainda estudava arquitetura, porque seu pai não gostava de ver o nome da família envolvido no ambiente da música. Aos 16 anos, fez sua primeira composição, “Vestidinho Encarnado”. Quatro anos depois, formou o grupo Bando dos Tangarás, ao lado de Noel Rosa, Alvinho e Almirante. Nos anos de 1930, fez sucesso com as marchas “Moreninha da Praia” e “Trem Blindado”. E em 1937, compôs “Carinhoso”, uma das canções mais gravadas e conhecidas da música popular. Braguinha faleceu em 2006, no dia 24 de dezembro, aos 99 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos.

Com músicas como “Chiquita Bacana”, “Touradas de Madri”, “Balancê”, “As Pastorinhas”, “Turma do Funil”, o programa, comandado por Camila Pitanga, traz as interpretações de Tatiana Parra para “Carinhoso”, Emílio Santiago com “A saudade mata a gente” e “Laura”, e Eduardo Dusek com as canções “Pirata da Perna de Pau” e “Vai com jeito”.