A tela da televisão é pequena para tanta polêmica. A partir desta terça-feira, dia 15, o band.com.br exibe o Mulheres Ricas 3.0, uma extensão do programa feita exclusivamente para a internet. Na atração comandada por Nadja Haddad, toda semana uma das ricas ocupará o palanque virtual para rebater os ataques das colegas, esclarecer declarações, comentar o burburinho gerado pelas redes sociais e ainda responder a perguntas dos internautas. Ou seja, a ideia é debater livremente as questões que geram mais discussão.


Mulheres Ricas / Divulgação Band

Cozete Gomes, que se diz a mais rica entre a participantes, é a convidada do programa de estreia. Ela, que é dona de uma casa de shows em Alphaville, já sugeriu que falta talento à cantora Aeileen – uma das integrantes do programa – e disse que Narcisa é intensa demais. No 3.0 desta terça-feira, ela também terá que responder sobre a ousada sessão de fotos que a Band mostra no segundo episódio, que será exibido hoje às 22h30.

A exemplo da primeira temporada, “Mulheres Ricas” tem gerado uma grande repercussão nas redes sociais. Essa temperatura pode ser acompanhada no “Ricômetro” instalado no site do programa (band.com.br/mulheresricas). A ferramenta mostra em tempo real qual delas é a mais falada.

O Mulheres Ricas 3.0 é mais um exemplo da sinergia entre a Band e a internet. O portal da emissora já exibe com sucesso o CQC 3.0, Pânico 3.0 e o Receita Minuto 3.0 (versão do “Dia Dia” na web).

Acompanhe “Mulheres Ricas” às segundas-feiras, às 22h30, na tela da Band. A primeira edição do Mulheres Ricas 3.0 será veiculada nesta terça-feira, às 17h30, no band.com.br.