O sociólogo italiano Domenico De Masi, propagador da polêmica teoria do ócio criativo, ocupa o centro do Roda Viva nesta segunda-feira (21/1). Inédita, a entrevista vai ao ar a partir das 22h.
Autor de livros como Desenvolvimento sem trabalho, A emoção e a regra e O futuro do trabalho, De Masi é um dos pensadores mais contemporâneos da era pós-industrial. É dele a máxima de que quanto mais o homem trabalha, mais tempo precioso ele perde. Fã do Brasil, defende que o país tem todas as condições para desenvolver um capitalismo moderno e mais humano.


Domenico De Masi

Domenico De Masi é professor de Sociologia das Profissões na Universidade La Sapienza, de Roma, e diretor científico da S3.Studium, uma escola de especialização em ciências organizacionais. Nascido em Rotello, na província italiana de Campobasso, graduou-se em direito na Universidade de Perugia e se especializou em Sociologia do Trabalho, em Paris.

Para esta edição, o programa conta com os seguintes entrevistadores: Ivan Marsiglia (editor-assistente do caderno Aliás, do jornal O Estado de S. Paulo), Antonio Carlos Franchini (presidente da Associação Paulista Viva), Ricardo Antunes (professor titular de sociologia do trabalho da Unicamp), Cláudia Collucci (repórter especial do jornal Folha de S. Paulo) e Paulo Saldiva (professor titular da Faculdade de Medicina da USP e especialista em poluição atmosférica). O Roda Viva também tem a participação do cartunista Paulo Caruso.