Com a moderação de Mauro Garcia, diretor-executivo da entidade, a ABPITV apresentou o painel sobre a incorporação de novas estéticas, narrativas e modelos de negócio na TV Brasileira, alinhada com a produção independente nacional. Participaram Marco Altberg, presidente do Conselho Federal da ABPITV, Kiko Mistrorigo, vice-presidente, Luis Antonio Silveira,secretário geral da associação, Belisário Franca, conselheiro fiscal, e João Roni, suplente do Conselho Federal.


Foto: Divulgação

Na oportunidade, Marco Altberg defendeu a importância da formação de um mercado interno de televisão. “A presença da produção independente brasileira é fundamental para a fidelização da audiência brasileira com os canais”, disse Garcia. “Os brasileiros gostam de ver sua cultura na TV”, completou Silveira. Nesse sentido, a participação do autor, criador, roteirista e produtor executivo norte-americano David Chase, conhecido pela famosa série The Sopranos da HBO, com sua experiência consolidada é fundamental para inspirar os produtores independentes brasileiros, segundo a ABPITV.

Em meio ao debate, Franca lembrou a contribuição da Lei 12.485 para a formação de uma televisão plural. “Os produtores independentes têm hoje uma possibilidade histórica e, assim como acontece com a música brasileira, os conteúdos audiovisuais brasileiros devem criar uma identidade diferenciada”, disse o conselheiro. Para ele, o Lab Transmídia é uma das ações mais expressivas nesse caminho de discutir a produção brasileira, onde os projetos tem a possibilidade de crescer e ganhar expressividade.

Já para Seixas, a ABPITV é um pivô para encontrar mercado e escoar a produção de conteúdo. “Vemos que broadcasts e canais estão em busca de melhores modelos de negócios”, enfatizou. Mistrorigo mencionou a importância da contemplação de um maior número de mídias possível.

Fonte: Rio Content Market/Divulgação