O mercado de televisão por assinatura segue um momento de incertezas frente à crise mundial que atinge diversos países na atualidade. No Brasil não é diferente. Após um período de forte crescimento, o setor tem se mantido estacionado e registrando queda em diversas em empresas.

Segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações referentes ao mês de junho de 2015, as empresas do setor de TV paga que utilizam os serviços via satélite são as mais afetados. Somadas, elas totalizaram uma redução de 94.461 assinaturas apenas no mês de junho. O acumulado no ano já ultrapassa 139.927 clientes a menos.

Já os serviços de fibra foram os que mais cresceram. Em junho, as operadoras que utilizam a tecnologia registram um aumento de 7.669 assinaturas em suas bases. Nos seis primeiros meses do ano, este número já representa 34.624 novas assinaturas.

As operadoras que atuam via cabo sofrem um efeito curioso. No mês de junho perderam 26.358 assinantes, mas se somados os dois primeiros trimestres de 2015, totalizam um saldo positivo com 137.751 novas assinaturas.