gazeta Nesta terça-feira (08), a TV Gazeta exibe a centésima edição de “A Máquina”. Além de ser o primeiro a usar em sua transmissão a tecnologia QR Code, o programa, sob o comando de Fabrício Carpinejar, tem inovado na forma de conduzir entrevistas e produzir conversas de qualidade, sempre com um olhar diferenciado.

Para a edição especial, Carpinejar recebe a atriz e modelo Priscila Fantin. A atriz, que ficou durante quatro anos afastada das novelas, conta que nunca quis ser famosa, e crítica a condição de celebridade: “Tem muita coisa sobre esse culto a celebridade que eu não concordo”. Ao falar sobre preconceitos, Priscila revela que sofre com o fato das pessoas acharem que ela é apenas bonita. Durante a adolescência a atriz tentou fugir deste rótulo: “Na minha escola, eu já tinha essa fama de ser a bonita e eu me incomodava muito com isso.”


Priscila Fantim e Carpinejar em "A Máquina"
Divulgação/Yuri Andreoli

Casada há quatro anos, Priscila confessa que, quando conheceu Renan Abreu nos ensaios de uma peça de teatro, não simpatizava com ele e ainda relembra como se apaixonou pelo marido: “Quando a gente entrou em cartaz eu comecei a admirar o trabalho dele” e completa “Fiquei admirada pelo talento dele antes de qualquer coisa”. Em 100 programas, "A Máquina" já recebeu os mais diversos convidados, como Ronaldo Fraga, Jean Wyllys, Lenine, Danilo Gentili, Carlos Nascimento, Eduardo Suplicy, Mauricio de Souza, entre outros.

Assista à entrevista com Priscila Fantin na íntegra no programa "A Máquina", nesta terça-feira (08 de abril) às 23h30 na TV Gazeta.