O Animal Planet exibe nesta quinta-feira, 11 de setembro, às 22h00, uma homenagem aos cães treinados que sobreviveram ao desabamento das Torres Gêmeas.

Com depoimentos de seus donos, treinadores e dos sobreviventes, o documentário compila relatos de dedicação e comprometimento sem limites – vínculos entre homem e animal que surgiram em um dos momentos mais graves da história contemporânea.

Entre os casos contados no documentário está o de Michael Hingson, um dos sobreviventes. Michael estava no trabalho, no 78º andar do World Trade Center quando o primeiro avião se chocou contra o prédio – ele é cego e a ajuda de seu cão guia, Roselle, foi fundamental para que ele escapasse com vida, depois de descer por uma hora as escadas de emergência da Torre 1.

Em busca de sobreviventes soterrados, os cães trabalharam incansavelmente em meio à poeira tóxica dos escombros. Durante a missão, muitos deles sofreram ferimentos, cortes, queimaduras e desidratação. Veterinários e oficiais que cuidaram da recuperação dos animais relatam a dramática tarefa de mantê-los motivados e como zelaram pela saúde desses funcionários essenciais para o resgate.

O documentário também aborda quais são as tecnologias do futuro que ajudarão os animais a executarem o trabalho de buscas: coletes com câmeras, rádio e até mesmo água e mantimentos estão entre as inovações.

Por fim, a homenagem a Sirius, o cão que trabalhava no World Trade Center fazendo a inspeção de todos os veículos de carga que entravam no subsolo dos prédios – seu dono, David Lim também foi soterrado enquanto ajudava os funcionários a evacuarem o edifício.