[creditos:5ff0489fdd]
"Futuro Junho" no Canal Brasil (Divulgação/Canal Brasil)[/creditos:5ff0489fdd]
Às vésperas da Copa do Mundo de 2014, o Brasil passava por frequentes protestos e manifestações, evidenciando o clima de incerteza em relação ao que estaria por vir. As lentes de Maria Augusta Ramos registraram o cotidiano de quatro trabalhadores de São Paulo nos dias que antecederam o evento, revelando diferentes pontos de vista sobre o período.

- Publicidade -

"Futuro Junho", documentário que estreia nesta segunda (28) no Canal Brasil, se refere a um jargão do mercado financeiro, quando corretores da bolsa de valores fazem as projeções para os meses seguintes. A partir dessa expressão, o longa traça as expectativas de diversos setores, expondo os impactos do torneio e daquele momento específico nas vidas dos personagens retratados, para além de suas ocupações profissionais.

Anderson é metalúrgico; André, analista financeiro; Alex, motoboy; e outro Alex, metroviário. Através da câmera clínica e rigorosa da diretora, os quatro protagonistas expõem seus desejos, utopias e desilusões ao enfrentar os desafios de um tempo conturbado na maior metrópole do país. Sem narração ou entrevistas, o documentário é conduzido de maneira que cada um dos homens represente um âmbito afetado pelo campeonato, seja ele econômico ou social.

"Futuro Junho" estreia dia 28 de novembro, às 22h no Canal Brasil.

- Publicidade -