Sucesso nos anos 90 e escrita por Cassiano Gabus Mendes, “Meu Bem, Meu Mal” estreia no catálogo do Globoplay. Traições em família, negociatas e disputas de poder costuram a trama, onde o fio condutor da novela é a história do presidente da Venturini Designers, Dom Lázaro Venturini (Lima Duarte).

- Publicidade -

Dom Lázaro Venturini sofre por ter de conviver com Ricardo Miranda (José Mayer), fruto da traição de sua falecida mulher, Maria Helena, com seu melhor amigo. Lázaro faz tudo para comprar os 30% das ações da empresa que Ricardo possui, mas o rapaz não abre mão das suas cotas. Com a morte de seu filho, Cláudio Venturini (Herson Capri), Dom Lázaro decide trazer sua irmã Valentina (Yoná Magalhães) de volta da Europa, para que ela assuma o lugar do sobrinho na empresa.

A chegada de Valentina atrapalha os planos da ambiciosa Isadora Venturini (Sílvia Pfeifer), viúva de Cláudio e amante de Ricardo, que não mede esforços para assumir a direção da Venturini Designers. Em determinado momento da trama, Dom Lázaro descobre que a nora tem um caso com Ricardo. Chocado, ele sofre um derrame, perde a fala e os movimentos, e fica preso a uma cadeira de rodas.

A novela tem Lima Duarte, Sílvia Pfeifer, Cássio Gabus Mendes, Lídia Brondi, Yoná Magalhães, Fábio Assunção, José Mayer e Adriana Esteves nos papeis principais. “Meu Bem, Meu Mal” estreia dia 28 de setembro no canal Globoplay.

- Publicidade -