[creditos:7e30c568e5]
O canal exibe quatro programas com o poeta, entre os dias 07 e 10/12 (Divulgação)[/creditos:7e30c568e5]O canal de televisão por assinatura SescTV presta homenagem a Ferreira Gullar, um dos mais importantes poetas da literatura brasileira, exibindo, entre os dias 07 e 10 de dezembro, quatro programas de seu acervo com a participação do escritor. Registrado José Ribamar Ferreira, Gullar nasceu em São Luís, no Maranhão, e ocupava, desde dezembro de 2014, a cadeira 37 da Academia Brasileira de Letras. O poeta morreu ontem (dia 4), aos 86 anos de idade, vítima de pneumonia.

- Publicidade -

No primeiro programa, Autor por Autor – Ferreira Gullar, que vai ao ar no dia 06/12, terça, às 24h, o escritor conversa sobre momentos relevantes de sua vida, como o período em que esteve exilado, as fases de seu trabalho e a opção pelo espanto em sua poesia. Coproduzida pelo SescTV e TV Cultura, a série tem direção de Ricardo Elias.

Já no dia 07/12, quarta, às 24h, e 08/12, quinta, às 19h, o documentário A Vida Não Basta, com o título inspirado em uma frase de Gullar: “A arte existe porque a vida não basta”, aborda a relação entre a vida e a arte e as motivações que levam uma pessoa a criar. Dirigida por Caio Tozzi e Pedro Ferrarini, a produção traz depoimentos do próprio poeta e de personalidades, como a atriz Denise Fraga, o escritor Milton Hatoum, a cineasta Laís Bodanzky e o cantor e compositor Toquinho.

Ainda no dia 08, às 24h, no episódio Tertúlia – Encontros da Literatura: Fernando Pessoa, por Ferreira Gullar, o escritor brasileiro traça o perfil do poeta português, considerado um dos nomes mais relevantes da literatura portuguesa e mundial. Com direção de Albert Klinke, o programa é apresentado também em 09/12, sexta, às 19h.

Fechando a programação, o episódio Poesia, a Inútil Essencial, da série Super Libris, traz entrevista com Gullar, um dos fundadores do neoconcretismo, que fala o que pensa sobre poesia; comenta sobre o verso livre, sem metrificação, que não obedece a regras da poesia tradicional; sobre o nascimento da poesia; sobre a Academia Brasileira de Letras; e sobre a imortalidade e a morte. “Eu tenho consciência da minha existência, mas na hora que ela se apagar, não existirei mais”, acredita e completa: “Eu vou apenas existir para os outros, na memória dos que conviveram comigo”. O programa tem direção geral do escritor, cineasta e jornalista José Roberto Torero e vai ao ar nos dias 09/12, sexta, às 24h, e 10/12, sábado, às 20h30.

- Publicidade -