Neste domingo, dia 20, a Globo exibe no programa "Esporte Espetacular" traz uma reportagem com o legado dos Jogos Olímpicos Rio 2016, que aconteceram há um ano. O programa irá mostrar um raio-x das instalações e detalhar o que ficou para a cidade e o que não saiu do papel. A exibição está prevista para as 08h50, logo após a transmissão da Meia Maratona do Rio de Janeiro.

- Publicidade -

O Centro de Tiro Esportivo, onde Felipe Wu conquistou a primeira medalha do Brasil, é um exemplo de palco olímpico bem conservado, assim como o Centro de Hipismo. Por outro lado, o Parque Radical de Deodoro, que deveria ser uma área de lazer para a população, permanece fechado. No Parque Olímpico, principal centro de competições, as arenas não estão abandonadas, mas nada funciona como planejado. O projeto de transformar a Arena do Futuro em quatro escolas, por exemplo, foi cancelado.

Para Paulo Márcio Dias Mello, presidente da Autoridade de Governança do Legado Olímpico (Aglo), órgão criado para planejar o uso das instalações, os brasileiros têm dificuldade para aguardar adaptações: “Foram cinco meses de desmontagem dos equipamentos. Londres demorou dois anos pra entregar o legado olímpico”, explica. O diretor executivo do COI, Cristophe Dubi, faz coro: “Leva alguns anos para transformar um parque olímpico no que ele será de fato. Temos que ter paciência.”

- Publicidade -