A luta dos jovens para viver seu amor é o fio condutor de “Noughts+Crosses” (A Cor do Poder), minissérie que estreia na TV Globo na segunda-feira (11) e para assinantes do Globoplay.

- Publicidade -

Na série, Sephy (Masali Baduza) e Callum (Jack Rowan) eram amigos quando crianças, mas passaram muitos anos sem se ver. O reencontro inesperado desperta uma paixão tão arrebatadora quanto impossível. Sephy pertence à ‘Elite’, classe dominante negra, e namora o imprevisível Lekan (Jonathan Ajayi); enquanto Callum é branco, integrante da classe baixa de escravos recém-libertados conhecida como ‘Zeros’.

Filmada na África do Sul, a história é ambientada na realidade distópica do continente Albion. Nessa sociedade marcada por disputas políticas e rígidas leis, Sephy e Callum se esbarram novamente, enquanto ele trabalha como garçom na sofisticada festa de aniversário da mãe dela. Encantados um pelo outro, eles desafiam as regras locais e suas próprias famílias, provocando mudanças nem sempre tranquilas em todo o universo que os cerca.

Com trilha sonora assinada por Jay-Z, que também é o produtor-executivo, a série é baseada no livro “Noughts & Crosses” da autora britânica Malorie Blackman, condecorada em 2008 com a Ordem do Império Britânico pelos serviços prestados à literatura.

“A Cor do Poder” vai ao ar na TV Globo entre os dias 11 e 15 de janeiro (exceto quarta-feira, dia 13), logo após a novela ‘A Força do Querer’; e estará disponível na íntegra para assinantes do Globoplay no dia 11 de janeiro.

- Publicidade -