Seu nome é sinônimo de ilusionismo até os dias de hoje – mesmo que sua morte tenha acontecido há quase cem anos. Houdini é a minissérie original do HISTORY que vai apresentar, em dois episódios, a história do homem que com seus truques inacreditáveis desafiou a morte e aquilo que todos entendiam por realidade, mostrando que ser mágico era muito mais do que apenas tirar coelhos de uma cartola.

Protagonizada por Adrien Brody, ganhador do Oscar de Melhor Ator em 2003 por O Pianista, e Kristen Connolly (de House of Cards) no papel de Bess, mulher do ilusionista, Houdini será exibida simultaneamente pelo HISTORY e pelo A&E no dia 28 de setembro, domingo, e 29, segunda-feira, às 22h, em toda a América Latina, menos de um mês após a estreia nos Estados Unidos. Com quatro horas de duração, a superprodução vai expor a vida de um dos maiores artistas que o mundo já conheceu, e que com sua arte cativou milhares de pessoas até se converter em uma referência histórica do ilusionismo.

Houdini conta a história de Ehrich Weiss (1874-1926), um imigrante da Europa Oriental que triunfou nos Estados Unidos até se converter em um dos mais proeminentes artistas do vaudeville, alcançando fama mundial sob a alcunha de “Houdini”. Porém, à medida que conhece a fama e o êxito, este homem enigmático adentra o mundo da espionagem, embarca em uma batalha ferrenha contra os praticantes do espiritismo e se envolve em intrigas com ilustres nomes da época, desde presidentes norte-americanos até o escritor Arthur Conan Doyle e o místico russo Rasputin.