Uma forte disputa deve aquecer o mercado de rádios FM em São Paulo. Nesta sexta-feira, dia 31 de agosto, a Rádio Metropolitana divulgou nota acusando o Grupo Bandeirantes de Comunicação de realizar transmissão irregular de rádio.

A emissora informou ainda que mesmo com trâmite judicial em processo, o grupo Bandeirantes iniciou na última quarta-feira, dia 29 de agosto, a transmissão irregular.

De acordo com a nota, "posicionada na frequência 98.5, a rádio pirata tem impactado diretamente no alcance da Rádio Metropolitana, a preferida pelos jovens, e que é responsável legalmente pela frequência nesta estação. A transmissão foi identificada pela equipe de engenheiros da Metropolitana, que no processo para medição de campo de sinal localizaram a frequência oriunda da Rua Minas Gerais, no bairro Higienópolis.".

A Rádio Metropolitana afirmou ainda que "esta não é a primeira vez que o grupo de comunicação utiliza artifícios ilegítimos para atingir uma audiência já consolidada pela concorrência. Em abril de 2016, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) lacrou um transmissor em três dias, mas o fato vem a se repetir, ocasionando bagunça generalizada na frequência e fazendo com o que o público ouça duas músicas ao mesmo tempo".

A Rádio Metropolitana comunicou que tomará todas as medidas cabíveis e reforçou a importância de posicionar seus ouvintes de forma transparente e correta.