Nesta segunda-feira (19), a Globo exibe o especial “Falas da Terra”. A atração traz o depoimento em primeira pessoa de 21 indígenas, colocando em evidência a pluralidade dos mais de 300 povos existentes no Brasil e sua diversidade cultural.

- Publicidade -

As histórias, que marcam a luta e resistência destes povos, permeiam diversas temáticas que fazem parte do cotidiano de cada um deles, como a preservação da cultura, língua e dos costumes dos diversos povos; a proteção do meio ambiente e da vida; o respeito à diversidade; as histórias de resistência e ativismo; a demarcação de terras; a invasão de territórios demarcados; a preservação das florestas; a importância da literatura para ajudar na conscientização; entre muitas outras.

Para dar luz a essa variedade cultural, do conteúdo aos bastidores, a produção contou com profissionais indígenas em todo o processo de criação. Ailton Krenak, líder do Movimento Socioambiental de Defesa dos Direitos Indígenas, escritor e organizador da Aliança dos Povos da Floresta, além de ser um dos convidados a contar sua história, é também consultor de “Falas da Terra”, e participou da escolha dos personagens e da criação do projeto.

Além dele, Ziel Karapató, artista e ativista; Graciela Guarani, cineasta; Olinda Tupinambá, jornalista e documentarista; e Alberto Alvarez, cineasta e realizador fizeram parte da equipe indígena realizadora da obra. Os cinco foram fundamentais ao trazer o olhar indígena para o conteúdo, sugerindo e comentando a escolha dos personagens, conduzindo a conversa no set, de forma que os temas trazidos por cada um fossem explorados ao máximo.

“Falas da Terra” vaia o ar no dia 19 de abril, logo após ‘BBB21’, às 23h45 na Globo.

- Publicidade -