O episódio do MasterChef exibido nesta terça-feira, dia 1º de agosto, registrou pico de 9 pontos de audiência, marcando 7 pontos de média e share de 14%. A Band conquistou o terceiro lugar isolado no horário (22h43 à 1h09) e ainda alcançou a liderança por 26 minutos e a vice-liderança por 61 minutos.

- Publicidade -

No programa de ontem, os cinco melhores cozinheiros amadores do Brasil enfrentaram uma prova sem o clássico “para tudo”: eles tiveram um limite de 2 horas – com o mercado aberto durante toda a prova – para entregar o “prato perfeito”. Victor V. foi o vencedor da prova com seu dumpling recheado com carne de stinco de cordeiro com molho asiático.

Na prova de eliminação, a foi o ingrediente principal. Deborah, Leonardo, Michele e Valter encararam uma prova de pressão em três etapas, cada uma com uma dificuldade particular, correndo contra o tempo curto e lidando com ingredientes limitados. Michele e Valter foram os primeiros a serem salvos, enquanto Deborah e Leonardo ficaram na berlinda. O desconhecimento do ingrediente e o repertório limitado acabaram levando Leonardo a deixar a competição.

"Minha principal dificuldade foi aprender a lidar com o ingrediente e criar uma receita em 25 minutos. Quando eu vi que era rã, eu me lembrei de quais eram os parentes mais próximos. Então, escolhi champignon e alho. Foi o caminho que eu segui a princípio, mas não rolou", contou Leonardo em entrevista ao Portal da Band.

"O meu repertório se estendia a champignon e alho, então eu não tinha mais para onde ir. Na segunda tentativa, peguei tomate, manjericão e salsinha. Saí da França e fui para a Itália. Mas fui pior ainda, na avaliação dos chefs", continuou.

"Na etapa final, o que me atrapalhou foi a Deborah ser melhor, porque meu prato estava bom", disse aos risos. "Saio menos triste por sair com um prato bom e por não ser eliminado com alguma coisa que eu domino. Pelo menos eu fui eliminado por algo que eu não tenho conhecimento", completou.

Para Leonardo, o seu ápice na competição foi durante a prova de Emmanuel Bassoleil. "Reproduzir um prato do Bassoleil e ser julgado positivamente por ele, em um prato mais velho que eu, foi o meu ponto alto", afirmou.

O cozinheiro amador também contou que vai continuar no mundo da culinária e revelou sua torcida no MasterChef, agora que deixou a competição. "Tenho vários projetos para tocar, várias propostas. Vou decidir o que é melhor para mim e seguir a minha vida", disse. "Estou torcendo pela Deborah e pelo Valter", finalizou.

- Publicidade -