[creditos:52f25c2a57]
Prova do líder ultrapassa 14 horas e três participantes seguem na disputa (Divulgação)[/creditos:52f25c2a57]Resistir é preciso. Na noite de ontem, o BBB ficou pequeno. Os muros coloridos da vila deram lugar às paredes de pedra, que diminuíam e espremiam os brothers cada vez mais. Sobrará espaço para apenas uma pessoa. Após mais de 14 horas de prova, Emilly, Marinalva e Rômulo ainda resistem. Como em uma caverna, com pouca luz, tochas de fogo, múmias e hieróglifos, os “espremidos” competiram pela liderança na segunda prova de resistência da edição.

- Publicidade -

A motivação para tanto esforço físico e mental? A Imunidade. Após a primeira eliminação da casa, os confinados valorizam a garantia de mais uma semana no jogo. As regras eram simples: "Não pode ir ao banheiro, não pode dormir, não pode se sentar e quem ficar mais tempo ganha”, explicou Tiago Leifert. “Conforme a noite for passando a gente vai começar a apertar cada vez mais até sobrarem dois, cara a cara para ver quem é o líder", ressaltou o apresentador.

Cada competidor optou por uma estratégia diferente para resistir tantas horas de prova. Enquanto alguns preferiram conversar e manter um clima descontraído, outros acharam melhor focar no objetivo. Entre uma espremida e outra, os brothers criaram um “grito de guerra” que, em tom de brincadeira, ajudava a mantê-los na competição. "Um, dois, três, quatro, BBB é um barato. Quatro, três, dois, um, mas não é para qualquer um", cantavam em coro.

Luiz Felipe foi o primeiro a desistir. O alagoano se despediu de todos e avisou que estava com dores nas panturrilhas e com muita sede. Ieda foi a segunda a abandonar a disputa pela liderança. Após pouco mais de 6h, ela saiu aplaudida por todos. "Parabéns, Mama", gritaram todos.

A terceira a desistir foi Roberta. Após quase sete horas de prova, a sister desistiu chorando e foi ovacionada. Daniel resistiu um pouco mais, mas foi o quarto a deixar a ‘Prova Espremidos’, após quase oito horas em pé. "Eu não estou aguentando de dor no meu tornozelo", confessou. O agente de trânsito voltou para a casa mancando e também recebeu uma salva de palmas.

Manoel não conseguiu segurar o sono. Depois de 11 horas de prova, o capixaba encostou o corpo no muro de pedra e cochilou por alguns segundos. Tempo suficiente para ser eliminado da disputa pela liderança. Mayara foi a sexta a sair da prova, após quase 12 horas em pé. A sister se despediu de todos e reclamou de dores na coluna. Após afirmar que precisava da liderança por se sentir ameaçada, a mineira desabafou: “Eu tentei, mas é difícil demais”.

Vivian foi a sétima a deixar a competição. Chorando, com 12 horas de prova, a manauara abraçou Elis e Emilly e confessou: “Não aguentei”. Outro eliminado foi Marcos, após 13 horas de prova, o gaúcho sentou-se sobre as pedras e precisou abandonar a competição. Logo após a saída de Doc, Elis não conseguiu resistir e deixou a prova aplaudida pelos outros cinco. Cansada, ela se despediu dos brothers. “Parabéns para vocês”, disse, ao sair.

Ilmar foi o décimo confinado a deixar a Prova do Líder. Com mais de 14 horas de resistência, o advogado desistiu desejando sorte a Emilly, Marinalva, Pedro e Rômulo. Pedro não aguentou o cansaço e saiu logo em seguida.

- Publicidade -