A SES divulgou nesta segunda-feira, dia 15 de maio, que o satélite SES-10 já está totalmente operacional na posição espacial 67 graus Oeste, e atende aos mercados na região da América Latina.

- Publicidade -

O SES-10 foi lançado do Centro Espacial da NASA na Flórida (EUA) em 30 março de 2017, a bordo de um foguete Falcon 9 testado em voo da SpaceX. O satélite é o primeiro da linha comercial geoestacionária lançada em um propulsor de foguetes de primeira fase testada em voo. Desde então, o funcionamento impecável da aeronave foi confirmado em testes extensos realizados em órbita.

O SES-10 foi construído pela Airbus Defence and Space e está baseado na plataforma Eurostar E3000. Essa espaçonave empregada em missões variadas é o primeiro satélite da SES a prestar serviços exclusivamente para a América Latina e possui uma carga útil de 55 transponders equivalentes a 36 MHz na banda Ku, 27 dos quais incrementais. Os feixes de alta potência do SES-10 expandirão os recursos da SES em toda a região, disponibilizando difusão direta para os domicílios, empresas e serviços de mobilidade para o México, a América Central, América do Sul e o Caribe.

Em relação aos acordos com a Comunidade Andina (Bolívia, Colômbia, Equador e Peru), o satélite será operado como o Simón Bolivar 2 da Comunidade Andina, fornecendo recursos de satélite para membros do Estado andino. O projeto de satélite andino se originou em interesses compartilhados por seus países membros de ter uma rede de satélites em comum, para aproveitar as vantagens do espectro a 67 graus Oeste.

- Publicidade -