[creditos:c24cb595d8]
Juliano Cazarré estrela "Boi Neon" (Divulgação/Imovision)[/creditos:c24cb595d8]
Em setembro, o Canal Brasil completa 18 anos e comemora a chegada à maioridade com uma programação especial. A faixa "Seleção Brasileira", dedicada aos mais importantes lançamentos da nossa sétima arte, traz quatro coproduções inéditas. Dentre os destaques do mês está o premiado "Boi Neon". Estrelado por Juliano Cazarré, Maeve Jinkings, Alyne Santana, o longa apresenta Iremar, um vaqueiro de curral que viaja pelo Nordeste, ao lado de Galega e a pequena Geise. Por onde passa Iremar recolhe revistas, panos e restos de manequins, já que seu grande sonho é largar tudo para iniciar uma carreira como estilista no Pólo de Confecções do Agreste. "Boi Neon" estreia dia 27 de setembro, às 22h.

- Publicidade -

Dirigido por Alceu Valença, "A Luneta do Tempo" (dia 13 de setembro às 22h), mostra a história de Lampião (Irandhir Santos), sempre acompanhado por sua amada Maria Bonita (Hermila Guedes). Ele lidera seu bando pelo sertão de Pernambuco, enfrentando a polícia local. Seu principal antagonista é Antero Tenente, que foi abandonado preso e de cabeça pra baixo pelo bando de Lampião. Esta disputa permanece com o passar dos anos, quando o filho de Antero torna-se adulto e não aceita qualquer provocação à imagem do pai ou a simples menção a algo que lembre Lampião e seus cangaceiros.

Outro filme inédito na programação é "Mulheres no Poder" (dia 20 de setembro, às 22h) que acompanha a senadora corrupta, Maria Pilar (Dira Paes). Ela vê uma grande oportunidade de ganhos na licitação do projeto Brasil Brasileiro. Após entrar em contato com a ministra Ivone Feitosa (Stella Miranda) em busca de maiores informações, Maria é orientada a conversar com a secretária-executiva do ministério, Madalena (Milena Contrucci Jamel), para acertar uma armação. Mal sabe ela, porém, que Madalena tem seu próprio plano para se dar bem sozinha.

E por fim, o Canal Brasil estreia "A Morte de J. P. Cuenca" (dia 06 de setembro, às 22h) . Baseado em fatos reais, o filme narra o suspense envolvendo um escritor e um anônimo que se utiliza do nome e da identidade do autor para morrer. Se passando em 2008 no Rio de Janeiro durante um período de reformas urbanas, acompanhamos a investigação desse duplo anônimo que foi encontrado morto em um edifício ocupado no centro da cidade.

Saiba mais:
Agosto: Comédia musical "Amor em Sampa" é o filme do mês no Canal Brasil

- Publicidade -