[creditos:bac59c616a]
Maria Fernanda Cândido participa de "Sésamo" (Divulgação/TV Brasil)[/creditos:bac59c616a]
A partir da próxima segunda-feira (6), a TV Brasil, que completa uma década neste ano, entra em uma nova fase. A emissora pública apresenta uma programação mais diversificada, com temáticas especiais para cada dia da semana, novos programas e mais espaço para o jornalismo ao vivo.

- Publicidade -

Um dos destaque da programação é a estreia da série "Sésamo". A partir de segunda-feira, dia 6, a atração retorna repaginada na TV Brasil e na TV Cultura. São 52 episódios inéditos, com 26 minutos cada, que irão ao ar de segunda a sexta, às 13h30 e terá a participação de personalidades como o rapper MV Bill, a apresentadora Palmirinha, o humorista Gregório Duvivier, a chef Bela Gil, o atleta paralímpico Fernando Fernandes, a cantora Negra Li, a atriz Maria Fernando Cândido, a cantora e compositora Gaby Amarantos, entre outros. Sésamo terá ainda novos personagens, como a encantadora fada Abby Cadabby.

A atração infantil, que tem como marca registrada os quadros educativos, é exibida nos Estados Unidos e tem mais de 30 coproduções espalhadas pelo mundo. No Brasil, o programa foi gravado nos estúdios da TV Cultura, em São Paulo, depois de ter ficado dez anos sem novos episódios. Nesta nova temporada, o programa deixa de se chamar Vila Sésamo e passa a ser somente Sésamo.

Os monstrinhos peludos aparecem em situações divertidas, criativas e sempre educativas. Abby vai à escola de fadas voadora para aprender, através de magia e encanto, como resolver problemas do cotidiano. Come Come tem seu próprio estúdio, o Migalhas Pictures, e suas aventuras por clássicos do cinema rendem muitas risadas, aprendizado e biscoitos. Grover chega de Grover 2.0., sempre pronto para ajudar a resolver os enigmas de outros monstrinhos em apuros. Os clipes e musicais, como o Musical do Elmo, também são um ponto forte da série, que não abre mão de ensinar através da arte, brincadeiras e da imaginação.

Na nova fase, a TV Brasil exibirá jornalismo ao vivo, de segunda a sexta, das 16h30 às 20h30. A faixa começa com o "Fique Ligado", que traz notícias de entretenimento, cultura e variedades, apresentado por Gustavo Minari. Às 17h, o "Sem Censura" vai ar com novo cenário e maior dinamicidade, sempre trazendo para a roda de debates entrevistados de renome para conversas descontraídas sobre temas de relevância social e cultural, conduzidas por Vera Barroso.

Às 18h, a emissora estreia o "Cenário Econômico". Comandado por Adalberto Piotto, o programa é uma parceria entre a TV Brasil e a Bolsa de Valores de São Paulo – BM&FBOVESPA e entra direto dos estúdios da bolsa. O noticiário apresentará o dia a dia da economia, seu impacto na vida das pessoas e entrevistas com nomes importantes do ambiente econômico do país.

Nos "Corredores do Poder" continua no ar às 18h30, com os fatos e bastidores da política apresentados por Roseann Kennedy. Às 19h, é a vez do "Stadium". O programa esportivo mais antigo da TV brasileira completa 40 anos, neste ano, e também traz novidades, com novo cenário, novos quadros e, agora, com apresentação em libras. Completando a faixa de jornalismo diário, entra no ar, das 19h30 às 20h30, o jornalístico "Repórter Brasil Noite".

Uma das inovações da emissora é a organização da grade semanal por temáticas especiais. Depois da faixa de dramaturgia, a partir de 21h30, a TV Brasil oferece programas diferenciados voltados para assuntos específicos.

Na segunda-feira, o tema é opinião. O telespectador assistirá a programas dedicados ao debate e à diversidade de visões e de opiniões. Para esse dia, a novidade é a estreia do "Conversa com Roseann Kennedy". A jornalista apresenta, sempre às 21h30, uma entrevista de trinta minutos com nomes importantes da atualidade. A ideia é promover a ampla discussão dos grandes temas da política, da economia, da cultura e da realidade brasileira. Às 22h, entra no ar o "Diálogo Brasil", com mais entrevistas, o programa discute, a cada semana, assuntos como educação, esporte, saúde, cultura e também política. Em seguida, às 23h, a TV exibe o "CPLP – Nossa Língua", que apresenta documentários sobre cultura e sociedade nos países de língua portuguesa.

Na terça, o assunto é cultura. A TV Brasil oferece música, teatro, cinema nessa faixa especial, que começa, às 21h30, com o "Arte do Artista", com Aderbal Freire. Segue, às 22h, com "Samba na Gamboa", apresentado por Diogo Nogueira. E continua com séries, como a atual "O Milagre de Santa Luzia", às 23h; e o programa "Todas as Bossas", espaço tradicional da emissora para os melhores shows e performances culturais do país, que entra no ar à meia-noite.

Conhecimento é o tema da quarta-feira. Nesse dia, a emissora exibirá programas, em forma de ficção ou documentário, com histórias que emocionam, despertam a curiosidade e enriquecem o conhecimento sobre o mundo. Às 21h30, a TV mantém a transmissão da série infanto-juvenil "A Grande Viagem". Às 22h, entra no ar o "Futurando", que discute ciência, meio ambiente, tecnologia e projetos inovadores. Às 22h30, o "Bom Dia Arqueologia" recebe pesquisadores, arqueólogos e outros especialistas que apresentam trabalhos sobre as descobertas e os dilemas da arqueologia no Brasil. Em seguida, às 23h, o "Cine Nacional", apresentado por Priscila Rangel, destaca a produção nacional, com filmes de várias épocas e gêneros.

A noite de quinta é dedicada à realidade, com reportagens investigativas, de análise e entrevistas que discutem o país e o mundo. A série "Incertezas Críticas", que vai ao ar às 21h30, analisa o mundo contemporâneo por meio de entrevistas com intelectuais como Noam Chomsky e Alain Touraine. Às 22h, o programa recordista em premiação da TV Brasil, "Caminhos da Reportagem", apresenta grandes histórias com seriedade e sensibilidade. Às 23h, o "Camarote 21", produzido pela Deutsche Welle Brasil, apresenta destaques da cultura contemporânea internacional. E, às 23h30, o programa "Café Filosófico" discute, em uma série de encontros, os anseios e as angústias dos indivíduos na sociedade atual.

A sexta-feira é o dia de celebrar a tolerância, as diferenças e a diversidade. Às 21h30, o programa "Entre Fronteiras" traz sempre histórias instigantes de diferenças culturais existentes nos limites do país. Às 22h, "Entre o Céu e a Terra" mistura ficção e documentário para revelar, por meio da diversidade regional e cultural do Brasil, como as mais diferentes religiões se posicionam sobre temas da humanidade. Em seguida, às 23h, o "Estação Plural" traz, de forma leve e descontraída, entrevistas e debates sobre comportamento, com temas ligados ao universo LGBT, mas de interesse ou curiosidade geral. À meia-noite, toda a diversidade musical do Brasil é apresentada pelo "História das Canções", que traça um panorama sobre a trajetória de ícones da música romântica brasileira.

Com bom humor e criatividade, uma série de vinhetas com essas preocupações já está sendo produzida e exibida para a veiculação ao longo de 2017. De cara nova, a TV Brasil se aprimora na missão de oferecer uma programação com mais qualidade, mais informação, mais diversidade e credibilidade.

- Publicidade -