sesctv
Diferentes aspectos da vida e da obra da escritora Clarice Lispector compõem programação especial que o SescTV exibe nos dias 23/05 e 29/05. Autora de romances, contos, entrevistas e colunas de jornais e revistas, Clarice é tema de três programas inéditos no canal: o documentário De Corpo Inteiro – Entrevistas, no dia 23/05, sexta, às 23h; o curta-metragem O Ovo, inspirado no conto O Ovo e a Galinha, exibido na sequência; e, no dia 29/05, quinta, às 21h, a entrevista Panorama, concedida pela escritora em 1977, à TV Cultura de São Paulo.
Baseado no livro Entrevistas, o documentário De Corpo Inteiro – Entrevistas é dirigido pela sobrinha-neta de Clarice, Nicole Algranti.

[creditos:a5764fe81d]
Divulgação / SescTV[/creditos:a5764fe81d]

O filme reproduz entrevistas realizadas pela escritora com autores da literatura brasileira como Nelson Rodrigues, Fernando Sabino, Rubem Braga e Jorge Amado. Clarice é interpreta pelas atrizes Aracy Balabanian, Beth Goulart, Leticia Spiller e Dora Pellegrino. Além disso, o documentário refaz algumas entrevistas conduzidas por Clarice com personalidades como Oscar Niemeyer, Tônia Carrero, Elke Maravilha e Nélida Piñon.

Clarice Lispector procurava conduzir a entrevista para um bate-papo casual, entre amigos. Muitas vezes os temas abordados eram mais filosóficos, como o amor, a morte, a amizade, o processo de criação. “O que é o amor para você?” era uma pergunta recorrente nas entrevistas de Clarice Lispector.

O curta-metragem O Ovo, também dirigido por Nicole Algranti, é inspirado no conto O Ovo e a Galinha da escritora. Com narração de Maria Bethânia, o curta-metragem em preto e branco retrata de forma poética o tema ancestral da criação dos seres, tendo como símbolo a figura de um ovo.

Em entrevista ao programa Panorama, da TV Cultura, em 1977, Clarice fala sobre a família, o início da carreira, a produção na adolescência, o processo de criação, o fato dela se considerar uma amadora, a produção infantil, a compreensão do público da sua obra, o contato com os estudantes e o processo de criação.
Clarice começou muito jovem a escrever, com sete anos já inventava histórias. Na adolescência a autora descreve sua produção como: “caótica, intensa e inteiramente fora da realidade da vida”.

Em sua carreira como jornalista escreveu para diversos jornais como o Jornal do Brasil, Última Hora e revista Manchete. Como escritora lançou livros infantis e adultos, clássicos como A Hora da Estrela, A paixão Segundo G.H, Laços de Família, entre outros.