O Caminhos da Reportagem desta quinta-feira (31), às 22h, na TV Brasil, investiga a dinâmica do mercado de games, um setor que movimenta bilhões de dólares no mundo e está crescendo no país. A Atração jornalística descobre qual é o perfil de profissional que atua nessa área e apresenta exemplos do uso de jogos eletrônicos no mundo corporativo, na área de educação e também na saúde.

Diversão ou negócio? O programa discute a rotina de quem trabalha com games e as perspectivas do segmento para os próximos anos.

Uma série de jogos brasileiros foram premiados internamente ou enviados para festivais internacionais e fizeram sucesso. Hoje em dia a gente tem diferentes casos, que por mais que não sejam a massa, são um indicador muito promissor do futuro”, comenta Arthur Protásio, roteirista de games.

Mas nem só de jogos para lazer vive este segmento. Na rede de reabilitação Lucy Montoro, o Caminhos da Reportagem acompanha casos de pacientes que fazem fisioterapia com auxílio dos jogos eletrônicos e estão alcançando grande melhora, como conta Thais Terranova.

Na terapia convencional muitos reclamam da repetição dos exercícios, mas com o videogame eles fazem os movimentos várias vezes, sem se dar conta. Entre os benefícios trazidos estão o desenvolvimento da parte cognitiva, a melhoria na atenção e a motivação do paciente”, explica a terapeuta ocupacional.

O Caminhos da Reportagem também entrevista Marcelo Tavares. Ele é um dos maiores colecionadores de games do Brasil. O empresário é o criador da Brasil Game Show, a maior feira de jogos eletrônicos da América Latina.