Durante as décadas de 1970 e 1980, 17 jovens japoneses que viviam na Coréia do Norte foram sequestrados a mando do chefe de estado norte-coreano Kim Jong II. O canal +Globosat conta essa história por meio do documentário "Sequestro na Coréia do Norte", que será exibido no dia 25 de outubro, às 21h00. Acredita-se que a motivação para o crime foi o ensinamento da língua e da cultura japonesas em escolas norte-coreanas de espionagem.

Um dos casos mais famosos é o da jovem Megumi Yokota, que desapareceu, na costa oeste japonesa de Niigata, em novembro de 1977, quando tinha apenas 13 anos. O governo norte-coreano, entretanto, nega a acusação e afirma que a menina teria se suicidado, em março de 1994.

O destino da maior parte dos reféns é desconhecido, mas acredita-se que alguns ainda possam estar vivos.