A SES lançou um Programa de Antenas para o satélite SES-6, que fornecerá gratuitamente o equipamento necessário para que os operadores de TV recebam a nova frequência da banda C-Planejada. Dessa forma, a empresa busca garantir que seus parceiros tenham 100% de visibilidade e acesso à programação dos canais do satélite. A expectativa é de que sejam fornecidos mais de 250 antenas e kits para cabo operadores no Brasil. Outros países também serão incluídos em breve no programa, como Colômbia e Peru.

O objetivo dessa ação é dar suporte ao aumento da demanda por canais em alta definição e também ao crescimento da procura pela TV paga, que deve fechar o ano com uma base de 20 milhões de usuários apenas no Brasil”, relata Jurandir Pitsch, Vice-presidente de Vendas para América Latina da SES. “Com os novos equipamentos, os operadores de TV terão acesso aos novos canais incorporados à comunidade de vídeo do SES-6 e, com isso, podem oferecer pacotes mais atraentes e com uma gama maior de canais para o usuário final”, complementa o executivo.

A expectativa da SES é que o Programa de Antenas chegue a 100% das operadoras DTH até Setembro. Já para os cabo-operadores, a previsão é que ao menos 90% deles estejam com os novos aparelhos até novembro de 2014. Dentre os materiais fornecidos estão um novo alimentador e dois LNBs (Low-noise block converter, conversor de baixo ruído, em tradução livre), que permitem aos operadores manter a recepção dos canais atuais (na banda C normal) e também recepcionar sinais de 3650 MHz a 4800 MHz, ganhando a disponibilidade de banda C-Planejada.

O uso da banda C-Planejada traz a disponibilidade de 15 novos transponders em uma posição orbital já plenamente conhecida dos cabo operadores na América Latina, o que significa uma maior capacidade para receber sinais nas qualidades HD, Full HD e até mesmo 4K”, relata Pitsch. “Com isso, os usuários finais ganham a possibilidade de obter uma melhor experiência, com uma maior quantidade canais e com uma grande melhora na resolução de imagem”.

O equipamento fornecido pela SES é instalado nas antenas já existentes das operadoras de TV. Em alguns casos, a empresa pode fornecer uma antena completa de 3,7 metros ou 4,5 metros (dependendo da aplicação e local), caso a antiga não tenha condições de receber o novo alimentador. Estão habilitados a receber o material cabo operadores ou operadores que atualmente recebam a programação existente no SES-6.

A SES também prevê um Programa de Antenas para o satélite NSS-806, atualmente na posição 47.5º Oeste. O início dessa ação está previsto para Outubro deste ano.