ses O mercado de TV paga no país está em franco crescimento. De acordo com pesquisa divulgada pela SES e EIU, a estimativa é que esse mercado atinja mais de 23 milhões de assinantes em 2014 e 35 milhões em 2017. E, para garantir que esse sinal chegue a todas as cidades do Brasil, seja nas capitais ou no interior, o uso dos satélites é essencial..

Seja para operadores de cabo ou de DTH, os satélites são a melhor opção na transmissão de sinais, uma vez que eles podem enviar massivamente e simultaneamente o mesmo sinal para toda uma área de cobertura, são capazes de receber dados de qualquer lugar do mundo e também podem ser utilizados em conjunto com outras tecnologias, como a fibra ótica”, explica Jurandir Pitsch, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da SES. “A expectativa é que a transmissão via satélite seja responsável por ao menos 70% da base de TV paga no país em 2015”, complementa o executivo.

Para as cidades do interior do Brasil, que geralmente não são alcançadas por cabos, a transmissão Direct-to-Home (direto a casa, em tradução livre) auxilia as emissoras a chegar a essas regiões com uma estrutura relativamente simples. “O DTH necessita apenas de uma fonte de conteúdo (canais como ESPN ou TV Globo), uma central de emissão, um satélite, uma antena receptora e o receptor (responsável por decodificar o sinal emitido)”, explica Pitsch. “Devido às proporções continentais do Brasil, essa tecnologia tem se tornado cada vez mais utilizada, uma vez que a capacidade satelital e a confiabilidade dos sinais têm aumentado substancialmente”, complementa o executivo.

No caso das operadoras de TV via cabo, satélites são utilizados para receber sinais dos provedores de conteúdo e retransmiti-los a seus usuários. Nesse caso, as empresas captam as transmissões, as decodificam, colocam em seu padrão e, após isso, encaminham as imagens e áudios a seus consumidores.

Atualmente a SES possui uma frota de 55 satélites geoestacionários, que permitem à empresa atender a 99% da população mundial. A SES chega a 291 milhões de lares em todo o mundo, transmitindo mais de 6200 canais de televisão para diversos continentes. A empresa é líder na transmissão de canais HD, com 1800 sinais em todos os seus satélites. No Brasil a SES possui duas plataformas para TV a cabo, localizadas nos satélites SES-6 e SES-4, e recentemente fechou contrato com a OI TV para a expansão do sistema de DTH da operadora.