canalrural O Canal Rural, principal plataforma de comunicação especializada em agronegócio no Brasil, encerrou o ano com faturamento de R$ 55 milhões e também alcançou a meta de crescer 20% em publicidade no período. Esta faixa de crescimento vem se mantendo nos últimos seis anos e está bem acima do conquistado pelo mercado. No acumulado até setembro, o meio TV cresceu 7,11%, segundo o projeto Inter-Meios. "A perspectiva para 2014 é continuar surfando na onda do agronegócio, que passa por um ótimo momento no Brasil", conta Donário Lopes de Almeida, diretor-presidente do Canal Rural.

[creditos:f6fd211053]
Donário Lopes de Almeida, diretor-presidente do Canal Rural
Divulgação / Canal Rural[/creditos:f6fd211053]

Os principais fatores que contribuíram com o crescimento foram a ampliação dos projetos de conteúdo usando a característica multiplataforma do canal e a permanência dos anunciantes já tradicionais, que viram uma oportunidade de se comunicar de forma eficiente com seu público.

Outro ponto marcante do ano aconteceu em abril, quando o Grupo J&F assumiu o controle do Canal Rural. "A venda abriu novas perspectivas em função do maior entendimento e relacionamento com as cadeias do agronegócio, sempre mantendo a independência editorial do canal, chave para a credibilidade do veículo", explica Almeida.

Para 2014, a meta é reforçar a distribuição de conteúdo de relevância nas demais plataformas, incluindo aplicativos para mobile e Smart TV, portal de notícias, leilões e educação. O ano já começa com novidade: a partir de janeiro, o Canal Rural passa a ser exibido também pela OiTV, acrescentando um universo de 1 milhão de espectadores em potencial. Hoje o conteúdo pode ser assistido pela NET, SKY, Claro TV, pelas operadoras NEO TV, pela parabólica (banda C) ou em tempo real pela Internet, no site ruralbr.com.br/canalrural