Olá, internautas

- Publicidade -

Na última terça-feira (12/07), “Filhas de Eva” estreou na TV Globo. A nova série, disponibilizada originalmente no Globoplay, sucede “No Limite” na grade de programação. A estreia registrou 19 pontos de média, índice já superior ao conquistado pela sexta temporada do reality show.

Criada e escrita por Adriana Falcão, Jô Abdu, Martha Mendonça e Nelito Fernandes, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção de Felipe Louzada e Nathalia Ribas, “Filhas de Eva” estreou com bom fôlego. A narrativa é televisiva. O desenvolvimento da história liderada por Stella, vivida por Renata Sorrah, envolveu o público.

Em plena festa de 50 anos do seu casamento com Ademar (Cacá Amaral), a matriarca decide pedir o divórcio, em alto e bom som. Em paralelo, Giovanna Antonelli interpreta a psicóloga Lívia (Giovanna Antonelli), filha de Eva e Ademar. Ela já transmitiu a imagem de controladora ao impor regras rígidas em casa e, ao mesmo tempo, insegura ao colocar o seu casamento com Kleber (Dan Stulbach) como prioridade.

Já Cléo, vivida por Vanessa Giácomo, é a terceira personagem que estruturou o episódio de estreia. Desempregada e endividada, ela já se envolveu com Kleber, marido de Livia. As três personagens, de diferentes faixas etárias e condições socioeconômicas, dialogam, principalmente, com a telespectadora da produção.

O capítulo de estreia conseguiu prender a atenção e criar expectativa para a continuidade da história. Começou bem.

Fabio Maksymczuk

- Publicidade -